A história da Fundação Antonio Antonieta Cintra Gordinho remete-se ao início do século.

Publicação do livro 50 anos (1957-2007): Da filantropia ao terceiro setor: a experiência da Fundação Antonio-Antonieta Cintra Gordinho

  • 2018

    FAACG realiza 5ª edição da brigada de incêndio

    Evento reuniu cerca de 100 pessoas na Fazenda Ermida

    Em parceria com a Guarda Municipal de Jundiaí, a Fundação Antonio-Antonieta Cintra-Gordinho (FAACG) realizou a 5ª edição do treinamento “Incêndio em Mata: Prevenção e Combate” com um público de cerca de 100 pessoas.
    O evento foi realizado em 05 de maio no Auditório Egberto Lacerda Teixeira – Centro Cultural Fazenda Ermida. O local, sua importância histórica e seus personagens, com destaque para o ilustre Eloy Chaves, foram destacados pelo consultor de Patrimônio da instituição, o engenheiro Jorge Luiz Vernaglia.
    Esta ação integra a Política Ambiental da FAACG a qual foi apresentada pela engenheira agrônoma Dorothéa Pereira Monteiro, que enfatizou a averbação da Reserva Legal de 6.445.000 de metros quadrados na Serra do Japi – o que corresponde a 596 campos oficiais de futebol.
    Entre outras ações sustentáveis, a consultora ambiental apresentou as parcerias com a Associação Mata Ciliar para soltura de animais na Reserva Legal, com a Guarda Municipal para fiscalização da Serra do Japi, bem como a guarda motorizada nas áreas da Fazenda Ermida e manutenção de aceiros para proteção das matas e animais silvestres, além de projetos educacionais, envolvendo os 1,4 mil alunos da FAACG em atividades práticas de preservação ambiental.
    PALESTRAS
    Nesta edição da brigada de incêndio foi promovido um ciclo de palestras com temas que abordaram as leis vigentes e principais ocorrências, e monitoramento de danos ambientais, ocorrências com animais peçonhentos, desdobramentos em relação a fauna silvestre e animais domésticos.
    Além disso, o inspetor Paulo Vicente Soares, responsável pela Divisão Florestal da Guarda Municipal de Jundiaí, orientou os participantes quanto à prevenção e combate a incêndios, realizando um treinamento prático com o apoio da Guarany Equipamentos Agrícolas.
    Neste ano a FAACG contou com os seguintes parceiros para a realização do evento: coronel João Ozório Gimenez Germano, coordenador da Defesa Civil de Jundiaí; tenente José Augusto Bravo, comandante do Segundo Pelotão de Polícia Ambiental de Atibaia; capitão PM Oswaldo Julião Junior, comandante do 1° Subgrupamento de Bombeiros do 19º GB de Jundiaí; inspetor Paulo Vicente Soares, subcomandante da Guarda Municipal de Jundiaí; jornalista e guarda municipal Darlei Antônio; superintendente da Fundação Serra do Japi, Vânia Plaza Nunes; diretora de Meio Ambiente da Unidade de Gestão de Planejamento e Meio Ambiente (UGPUMA), Renata Freire; diretora do Departamento de Agronegócios, Isabel Cristina Fialho Harder; coordenador do Centro de Controle de Zoonoses de Jundiaí, Carlos Ozahata; coordenadora de Fauna da Associação Mata Ciliar, Dra. Cristina Harumi Adania; e a empresa Guarany Equipamentos Agrícolas.

  • 2018

    FAACG faz promoção de produtos feitos à mão

    A Oficina de Papel Artesanal da FAACG está com promoções interessantes. São produtos exclusivos feitos à mão e com muito carinho… Opções para o Dia das Mães ou para presentear um amigo especial. As ações da Fundação estão interligadas com a Política Ambiental e o Projeto Educacional desenvolvidos em nossas unidades. Os produtos são sustentáveis e estampam o projeto de pesquisa dos alunos da Creche e Educação Infantil sob o tema: ‘O que é o AMOR’.
    Entre em contato com a gente de segunda a sexta-feira – das 9 às 16 horas, pelo telefone (11) 4582-4059 – ramal 16, pelo WhatsApp (11) 96398-3965 ou pelo e-mail papelreciclado@faacg.org.br . O pagamento é à vista em dinheiro ou em cartão de débito e/ou crédito. Os produtos devem ser retirados na Cidade dos Meninos e Meninas de Jundiaí – FAACG – Oficina de Papel Artesanal – Avenida Juvenal Arantes, 310 – Jardim Carolina – Medeiros – Jundiaí – SP.

  • 2017

    Experiências Culturais/Araçariguama

    O Núcleo Educacional São José em Araçariguama promoveu o Encontro de pais, filhos e equipe em 02 de dezembro, das 9 às 12 horas. Sob o tema: Homenagem aos 60 anos da FAACG e Experiências Culturais, os alunos expuseram o aprendizado de 2017, participaram na Feira de Ciências e apresentaram a dança do bambu, poemas e um jogral. Foi uma manhã de muita interação entre alunos e pais.

  • 2017

    Espaço Aberto 2017

    Espaço Aberto – Alunos do 2º e 3º do Ensino Médio da Escola Antonio Cintra Gordinho (EACG) que cursam no período da tarde: Técnico em Administração, Tecnologia e Comunicação Atuais (TCA), Tecnologia da Informação (TI) e Gastronomia apresentaram recentemente aos pais, amigos, professores e direção da FAACG trabalhos de conclusão do ano letivo 2017. Parabéns!

  • 2015

    2015

    A Fundação Antonio Antonieta Cintra Gordinho atende aproximadamente 1.400 crianças e jovens, anualmente, em suas seis unidades; sendo cinco em Jundiaí e uma em Araçariguama, dividindo seus atendimentos em:
    Ensino formal e não formal, além do Centro Cultural Ermida, em Jundiaí, que tem como objetivo fomentar a cultura, com oficinas educacionais.

  • 2010

    A partir de 2010

    A Fundação amplia a sua atuação e passa a oferecer o Ensino Médio (2011) e Ensino Técnico (2013).

    Com foco no conhecimento, passa a sediar anualmente o Encontro Internacional de Educação.

  • 2000

    Década de 2000

    A Fundação amplia sua atuação, inaugurando dois novos núcleos:

    • Antonieta Chaves Cintra Gordinho (2000)
    • São José (2004)

    PIL_9045_NucleoSaoJose_Site
    Em 2002, a Cidade dos Meninos (EACG) passa a atender também meninas, tornando-se a Cidade dos Meninos e Meninas. É nesse mesmo ano que é inaugurado o Centro de Educação Tecnológico Eloy Chaves (Cetec) e, em 2006, o Centro Cultural Ermida.

  • 1990

    Década de 1990

    Em 1999, a Fundação abre sua terceira unidade, agora atendendo meninas: Talita Kum, construída por Antonieta com recursos próprios. A ideia foi do Sr. Vail Chaves, irmão da instituidora e presidente da Fundação nesta época.

    “Talita Kum” refere-se a uma passagem bíblica na qual Cristo ressuscita uma criança.

    FachadaTK1

  • 1980

    Década de 1980

    Em 1981, a Fundação inaugura sua segunda unidade: a creche Almerinda Pereira Chaves, uma homenagem à mãe de  D. Antonieta.

    Também em 1981, a Cidade dos Meninos passa a ter a sua própria Escola Antonio Cintra Gordinho (EACG).

    Da. Antonieta é homenageada pelo Woman’s Club de São Paulo com o título de “Mulher do Ano” (1985).

    Fachada_Creche

  • 1970

    Década de 1970

    Em 1973 é inaugurada a Cidade dos Meninos, com 30 garotos e funcionava no regime de internato. Aos fins de semana, as crianças e jovens podiam voltar para suas casas.

    primeira turma